Featured Posts

Epilepsia Rolândica


Girl in Classroom

O QUE É A EPILEPSIA ROLÂNDICA?

No caso da epilepsia benigna da infância com paroxismos centrotemporais ou epilepsia rolândica, que ocorre na criança saudável em idade escolar, se manifesta por crises no segundo período da noite ou próximas ao despertar, caracterizadas por sensação na face, salivação abundante, dificuldade para falar seguida de crises motoras na face (repuxamento de um dos lados da face) que pode se estender para o braço e mais raramente para a perna, se mantendo geralmente restrita a um dos lados do corpo. Nestas crianças, as crises têm de fácil controle em 80% dos casos e que poderão ficar livres de medicações na adolescência.

ALÉM DO CONTROLE DAS CRISES, O QUE MAIS PODE ACONTECER?

Entretanto, pode haver a queixa de dificuldades de aprendizagem ou de um pior aproveitamento destas crianças em comparação com os seus amigos e colegas de classe da mesma idade. Além de notas mais baixas, estas crianças podem apresentar dificuldades quanto à organização do seu material, concentração, planejamento de uma sequência de passos necessários para chegar a uma determinada meta, falhas de memória tais como a dificuldade de armazenar os conteúdos aprendidos em sala de aula, em lembrar de seus compromissos, lições de casa e provas. Também são descritas diversas vezes dificuldades na alfabetização, habilidades de leitura e escrita e na realização de cálculos simples e/ou complexos.

Muitas crianças com este tipo de epilepsia também têm queixas comportamentais, tais como agitação, comportamento hipermotor, impulsividade que se manifesta com comportamento explosivo, dificuldades para terminar o que começa, agressividade e dificuldades para obedecer ordens.

O tratamento destas alterações de comportamento e aprendizados podem levar à uma melhor qualidade de vida na fase adulta. Entretanto, este tratamento requer um diagnóstico que só pode ser realizado por uma equipe multidisciplinar, com profissionais de várias áreas.


Recent Posts
Search By Tags