Ambulatório no IPq HC FM USP

O Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP conta agora com um grupo de estudo e pesquisa em: Epilepsia Rolândica (Epilepsia Benigna da Infância com Paroxismos Centrotemporais), Epilepsia Mioclônica Juvenil e Epilepsia do Lobo Temporal.

PROTOCOLO DE PESQUISA

Ao agendar uma triagem conosco, o paciente pode ser solicitado a realizar uma avaliação neurológica, neuropsicológica e/ou psiquiátrica, presenciais.

Estas são as etapas de todos protocolos de pesquisas do grupo, independente se o caso se encaixa em algum das descrições abaixo ou não.

Epilepsia Rolândica

 

A Epilepsia Rolândica ou Epilepsia da Infância com Paroxismos Centrotemporais é um tipo de epilepsia benigna infantil que geralmente é resolvida na adolescência. Ela se caracteriza por convulsões durante o sono e envolvem tremores, demência ou formigamento. Às vezes, convulsões tônico-clônicas generalizadas também podem ocorrer. No Grupo de Estudo e Pesquisa em Epilepsia Benigna são feitas pesquisas abordando habilidades escolares, sociais e cognitivas, avaliação de irmãos, estudos genéticos, características psicológicas e reabilitação cognitiva. 

Epilepsia Mioclônica Juvenil

 

A Epilepsia Mioclônica Juvenil é um tipo de epilepsia benigna que se manifesta perto do período da puberdade. Como o nome implica, as convulsões mioclônicas caracterizam esse tipo de epilepsia, apesar das convulsões tônico-clônicas ou de ausência também serem possíveis. No Grupo de Estudo e Pesquisa em Epilepsia Benigna são feitas pesquisas abordando habilidades acadêmicas, sociais, funcionais e cognitivas, avaliação de irmãos, estudos genéticos, características psicológicas e reabilitação cognitiva. 

Epilepsia de Lobo Temporal

 

A Epilepsia de Lobo Temporal é uma das síndromes epilépticas mais comuns no adulto, embora o início das crises frequentemente ocorra na infância. Alguns pacientes, que são resistentes ao tratamento farmacológico, podem ser candidatos à cirurgia para o tratamento da crises epilépticas. Pacientes com este tipo de epilepsia costumam se queixar de dificuldades importantes de memória. o Grupo de Estudo e Pesquisa em Epilepsia são feitas pesquisas abordando habilidades de memória, cognitivas, estudos genéticos, características psicológicas. 

Reabilitação Cognitiva

 

A Reabilitação Cognitiva é uma abordagem que busca compensar as dificuldades cognitivas (memória, atenção, aprendizagem, impulsividade etc.) presentes na vida do paciente e, assim, proporcionar uma maior integração social do indivíduo, através de uma série de treinos e orientações diretivas específicas. Atualmente, o Grupo de Estudo e Pesquisa em Epilepsia possui um protocolo de reabilitação cognitiva para pacientes com Epilepsia Mioclônica Juvenil (EMJ), realizada após triagem e avaliação neuropsicológica.